Monthly Archives: Março 2011

O que descobri na web sobre como dar uma aula com os Magalhães

O Google devia ser ferramenta obrigatória de sala de aula. Ensinar a aprender é algo que só alguns professores conseguiram fazer ao longo dos meus estudos. O site Direcção Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC) tem online a página sobre o e-escolinhas que descobri com o Google e de que transcrevo para aqui o conteúdo para memória futura. Pareceu-me que o conteudo dizia respeito … Continue reading O que descobri na web sobre como dar uma aula com os Magalhães »

Como dar uma aula com o Linux Caixa Mágica Magalhães?

Na tentativa de explicar as virtudes do software livre e aberto tentei dar instruções de como dar uma aula com um Magalhães 2 com um Linux Caixa Magica à professora do meu filho. Estava a correr bem, até que me informou que “Os Magalhães não são distribuídos nem emprestados nas escolas aos professores.” Certo: não há Magalhães, mas o E-escolas também facilitava aquisição de portáteis … Continue reading Como dar uma aula com o Linux Caixa Mágica Magalhães? »

O volante da nação e os sucessivos taxistas

A Democracia é assim: vamos todos no mesmo carro. Dividimos a despesa para alguém o guiar. Quem vai ao volante calca no acelerador como se não houvesse amanhã, enquanto vocifera que todos os outros condutores são uns incapazes. Este país é um taxi e os sucessivos governos os taxistas que nos levam ao nosso destino pelo caminho mais longo. A quantidade de gente que quer … Continue reading O volante da nação e os sucessivos taxistas »

Festim de sangue

Prepara-se o fim de todo um ciclo político, social e económico. Começado da ganância de quem já tinha muito e terminado agora da mesma forma com uma herança pesada a quem vier depois. Partida das “obras dos governos” que construíram durante décadas em nosso nome com dinheiro emprestado pelos outros sem nunca ter qualquer intenção de pagar. Tarde ou cedo os que emprestaram quereriam o … Continue reading Festim de sangue »

Em inglês é que a gente se entende

Fartos de falar em português no Partido Social Democrático (PSD), decidiram dar um novo fôlego a isto tudo falando em inglês. Afinal parece que o ensino do inglês aos mais novos não era tão descabido. Ficam de fora toda uma geração de nacionalistas que se recusaram a aprender outra língua que não fosse a materna e todos os outros que por falta de possibilidade não … Continue reading Em inglês é que a gente se entende »