Monthly Archives: Maio 2011

Passos Coelho e os factos sobre a exposição mediática

Têm afirmado que a exposição do líder do PSD é superior e mais positiva que a de qualquer outro líder partidário. Enquanto até ontem considerei estas afirmações recheadas de partidarite e síndrome de Calimero, mudei de opinião com o texto que vos transcrevo na integra abaixo e que foi publicado com data de dia 30-5-2011 no site da Cision Portugal, S.A.:

Passos Coelho vence em mediatismo na 1ª semana da campanha eleitoral

Estudo Cision revela o protagonismo mediático dos candidatos às próximas eleições legislativas.

A Cision apresenta um estudo de protagonismo mediático centrado na exposição que os líderes dos partidos com assento parlamentar candidatos às Eleições Legislativas 2011, conseguiram na comunicação social durante a primeira semana da campanha eleitoral.
Passos Coelho foi o líder do protagonismo mediático na primeira semana da campanha eleitoral, apesar de Sócrates ter conseguido maior exposição na televisão.
A discussão gerada em torno da questão de um eventual novo referendo sobre a legalização do aborto, foi tema que marcou esta diferença.
O estudo apresentado reflete apenas a quantidade da exposição, não sendo possível saber pelo estudo se a exposição é positiva ou negativa para os líderes analisados e incide exclusivamente sobre os órgãos de comunicação social.
Para uma visão do resultado da exposição, podemos ver uma amostra tirada do Twitter no estudo que tem sido divulgado pelo Pedro Magalhães no seu Blog dedicado a estas matérias, o Margens de Erro.
Pedro Passos Coelho fez tudo para ter esta oportunidade, mas tudo o que fez depois de lha darem mostra que, mesmo com as condições perfeitas se pode deitar tudo a perder. Isto fica visível e será verdade se as tendências a longo prazo retiradas dos estudos se vierem a confirmar no dia 5 de Junho. É caso para dizer novamente: E agora, Senhor Pedro Passos Coelho?
No final o único vencedor disto tudo será o CDS-PP de Paulo Portas, que parece ter conseguido chegar-se ao centro.

Recebi no email: Conceito de loop

Muitas vezes debato-me com dificuldades em explicar conceitos, justificado por ser muito critico com a utilização de analogias.

Embora ensinado nos básicos dos cursos relacionados com sistemas de informação, o loop encontrar-se muitas vezes na base dos erros mais complicados de resolver, até porque é difícil ao funcional reportar as condições em que o erro ocorre.

No loop, um processo contém uma sucessão de instruções com uma ou mais condições que provocam que o processo volte ao principio e seja repetido até ao inifinito.

Hoje recebi este email com a analogia da marcação de eventos com uma sucessão de acções em cadeia que entram em loop e acabam por alterar continuamente o sentido da decisão inicial.

Loop: Trata-se de uma terminologia usada pelo pessoal de informática para definir uma situação do tipo “pescadinha-de-rabo-na-boca”. Diz-se que um programa “entrou em loop” quando acontece uma situação do tipo exemplificado abaixo:

O Director chama a sua secretária e diz:
– Vanessa querida, tenho um seminário na Argentina, durante uma semana, e quero que me acompanhe. Por favor, faça os preparativos para
a viagem.

A secretária liga para o marido:
– João! Vou viajar para o estrangeiro com o director por uma semana. Cuida-te querido!

O João liga para a amante:
– Elvira, filha. A bruxa vai viajar para o estrangeiro por uma semana. Vamos estar juntos, minha princesa …

No momento seguinte, a amante liga para casa de um menino a quem dá explicações particulares:
– Luizinho, na próxima semana estou com muito trabalho e não vou poder dar-lhe as explicações….

A criança liga para o seu avô:
– Avozinho, nesta próxima semana não tenho explicações, a professora vai estar muito ocupada. Vamos passar a semana juntos?

O avô (que é o director desta história) chama imediatamente a secretária:
– Vanessa! Suspenda a viagem, vou passar a semana com o meu neto, que não vejo há algum tempo, por isso não vamos participar no seminário. Por favor, cancele a viagem e o hotel.

A secretária liga para o marido:
–  Ouve João querido! O idiota do director mudou de ideias e acabou de cancelar a viagem.

O marido liga para a amante:
– Amorzinho, desculpa! Não podemos passar a semana juntinhos! A viagem da bruxa foi cancelada.

A amante liga para o menino a quem dá aulas particulares:
– Luizinho, alteração de planos: afinal esta semana teremos explicações como de costume.

A criança liga ao avô:
– Avô! A estúpida da minha professora ligou a dizer-me que afinal terei explicações. Desculpa, mas assim não poderemos ficar juntos esta
semana.

O avô liga para a secretária:
– Bom Vanessa, o meu neto acabou de me ligar a dizer que, afinal, não vai poder ficar comigo essa semana. Portanto, dê seguimento à viagem para a Argentina.

A secretária liga para o marido… Entenderam agora o que é um LOOP?????

 

Sai um F R A para a queima das fitas

20110515-054140.jpg

A estudantada está celebrar o final dos cursos trajada a rigor e com a pasta cheia das fitas onde amigos e entes queridos discorreram sobre o amor e a amizade.

Nada de mal, não fosse o normal estado de tudo o que em Portugal se faz.

Dos estudantes que celebram o fim do curso com a queima da pasta, nem todos terminaram realmente o curso. Faltará uma prova ou um exame, mas o que interessa é celebrar o fim à vista.

Os cursos têm hora para serem chamados ao palco, mas a queima em que estive estava já com 2 horas de atraso e ainda só tinham sido queimadas as pastas do primeiro curso.

Quase todos dizem fazer parte da geração à rasca, mas até champanhe se escondia debaixo das capas.

O que não faltava eram pais e tios felizes com os seus descendentes que eram doutores.

Desenganem-se os que pensavam que o curso vos arranjava um emprego. Continuam a ter de ser organizados, esforçados e ter força de vontade férrea. De nada vos servirá a queima, a benção e demais se assim não fôr.

Enquanto o país deriva, PSD joga à bisca

Quando o PSD não pode ficar sem a desculpa de dizer “Nunca imaginámos o real estado das finanças” e enquanto andamos à deriva, vão enviando cartas para o Governo.

Trata-se de uma velha rotina de novos governantes. “Se soubéssemos o que aqui íamos encontrar, nunca teríamos feito as promessas do nosso programa de Governo.”

Quando a Troika já está satisfeita com a informação entregue ao INE e Eurostat para chegar a fechar um entendimento com PS, o PSD procura respostas com uma quinta carta.

Toda a União Nacional num só Twitt

Este twitt de quem diz ser Pedro Passos Coelho é toda uma teoria de um só partido em 140 caractéres ou menos.

Houve quem se viesse queixar que esta intrepretação seria abusiva, mas sem ter muita certeza.

A razão de ser do nosso estado de coisas advem desta noção de que os outros partidos não fazem parte da solução e de que só lá estão para criar problemas.

As soluções de um só partido ou de ditadura legislativa foram, como se pode ver, uma péssima solução para o nosso problema.

Apresentem as políticas que propõem cumprir que isto do voto não é um cheque em branco, tenham em conta as obrigações assumidas perante a troika e tenham juizinho.