Sexo

Que me perdoem os que lêem estas coisas, pois que eu tenho de escrever sexo mais umas dez vezes. É por causa das audiências.

Na realidade não estou a fazer nada de novo. As televisões já o fazem à muito tempo.

O exemplo é claro. As pessoas que gostam de falar de sexo e fazer perguntas obscenas têm os programas de maior audiência, caso do nosso Herman, a apresentadora do BigBrother, com o maior queixo do mundo, e o saltitão alegre do BigShow Sic.

Temos de lutar pelas audiências. Quero que saibam que aquilo que mais interessou aos que visitam este sitio foi o sexo e a cegonha.

Para mim é tudo a mesma coisa. Mentiras que se contam antes e depois. Antes, porque se não dissermos que o temos longo, nem o cheiro de sexo.

Depois, porque feita a asneira temos de explicar aos que gerámos donde foi que eles apareceram, acabando sempre por lhes contar a história da cegonha.

Isto não quer dizer que eu seja da opinião que somos todos filhos do mesmo erro, mas na realidade muitas mães há para aí que na primeira discussão que têm com os filhos não se guardam de dizer “”Eu devia era ter feito um aborto!””.

Isto não quer dizer que elas não tenham razão, porque muitas há que o deviam ter feito, só assim poupavam-nos das desgraças que os filhos delas para aí andam a semear.

A realidade é que ninguém podia adivinhar o que dali viria e isso só Deus sabia.

Dizem os religiosos que esse tal de Deus, de quem toda a gente fala mas que nunca ninguém viu, escreve direito por linhas tortas, mas a realidade é que ele bem podia escrever sempre a direito que dava na mesma.

Haveria de aparecer sempre um engraçadinho que iria mentir ou omitir em proveito próprio, ou mesmo divulgar a verdade apenas quando isso fosse do seu interesse. Mas não pensem que os malfeitores existem sem uma razão.

O que seria dos benfeitores sem os malfeitores? Não sei bem.

Uma vez que não existissem malfeitores, apenas de nós próprios nos poderiam salvar. E esses existem na mesma. Os que pretendem salvar-nos de nós próprios. Insistem que é para o nosso bem, mas puderão sempre estar a encarapuçar outras virtudes.

E sabe se lá quais. Até porque mesmo os benfeitores podem estar, e sem eles o saberem, a arranjar lenha para nos queimar.

Deixar uma resposta