Spaghetti Pomodoro à la Ferro

Com um nome destes, tinha de ser uma italianada.

A ideia de fazer uma boa massa é sempre que a massa fique cozida ao ponto e o molho seja absolutamente simples e rápido de executar.

Faço a variação da receita original como um prato prático para quando me atraso e o tempo já não dá para tudo.

A escolha da massa é essencial. Eu prefiro a marca Barilla e o tamanho 7 ou 13, um segredo de um grande amigo meu italiano para os seus pratos, mas podem sempre usar uma massa fresca de supermercado que ficará muito bem e coze em menos tempo.

O tempo de cozedura da massa é essencial e deve ser respeitado para que ela não perca a dureza e textura desejada. Devem igualmente cozer a massa em bastante água. Nunca é àgua a mais para cozer massa.

Para este prato para quatro pessoas precisam de:

  • 4 tomates maduros
  • 2 cenouras
  • 1 dente de alho
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • 6 folhas de Basilico fresco
  • Sal grosso
  • Pimenta preta
  • 1 Colher de chá de açucar
  • Queijo ralado
  • 2 colheres de sopa de vinho tinto currente

Já sei: Não há muito basilico disponível. Eu quando não tenho basilico plantado por mim, substituo por manjericão seco. Não é tão agradável, mas o prato fica delicioso ainda assim.

  1. Ponha umgrande tacho com água num dos bicos para que ferva e passe ao passo seguinte.
  2. Piquem as cenouras mesmo miudinhas e o alho e juntem na frigideira em lume forte com o azeite, mas não deixem alourar.
  3. Junte os tomates pelados e picados, uma pitada de sal, o açucar e a pimenta preta, moida no momento de preferência.
  4. Mexa tudo e junte o vinho tinto. Deixe apurar 5 minutos, desligue e espalhe o basilico cortado toscamente em pedaços sobre o cozinhado.
  5. Na água a ferver coloque a massa e respeite religiosamente o tempo de cozedura.

Este prato é muito prático, até porque o queijo que acompanha depois na mesa e o habitual moinho de pimenta preta dos italianos, permite a cada convidado terminar o seu prato a gosto.

Geralmente disponho antes na mesa algumas azeitonas, tostas e anchovas para os convidados enquanto aguardam o cozinhado.

Costumo acompanhar tudo de um vinho alentejano não muito currente, mas podem acompanhar até com sumo que é um prato muito prático e sem pretensiosismos.

Deixar uma resposta